Eu não vou superar suas expectativas



Olhei no espelho e... quem estava ali? Parece que num pequeno espaço de tempo, não me reconheci. A aparência não mudou tanto, mas, a essência já não era a mesma. Como bom acadêmico das minhas próprias teorias, sabia que ali nascia a necessidade de mudança. Eu sou assim. Se algo não me faz bem, traço um fim e sigo em frente. E isso não é mais um discurso óbvio de textos motivacionais, é apenas a verdade. Talvez depois de tantas perdas, eu tenha aprendido que os ciclos são compostos por início, meio e fim. O que você chama de eterno, não me cabe. A morte tá logo ali, e depois dela, não tem nada. Acredito que cada ser humano leva a vida como quer, eu encaro como uma única chance e que não pode ser desperdiçada. Desperdício é não viver por si, se autossabotar em prol de outras pessoas. Se anular onde a peça chave é você mesmo.

Não tenho coragem de me entregar a algo que exige mudanças repentinas, que não tem espaço para o meu tempo ou que pode vir à me destruir. Vez ou outra tô por aí, confesso que tenho meus devaneios repentinos mas a sanidade sempre volta dizendo que é hora de encarar os fatos. E eu encaro. Sem dó, sem delongas. Se a vida fosse um jogo, eu aceitaria ver qualquer time perder, mas nunca sairia derrotado. Eu sei dos meus limites, tenho consciência do que me enfraquece e sei o peso que consigo carregar. 

Há quem diga que sou raso, insensível ou que não tenho consciência dos sentimentos das pessoas à minha volta. E a maioria dessas pessoas, não sabem lidar com o fim. São pessoas que se entregam à algo que não deve ser delas, que não as cabe, por medo do que vem após o fim. E eu sigo em frente, sem pausa causada por outras pessoas. Se alguém tem que manter o controle e decidir como as coisas fluem, esse alguém sou eu. A vida é minha, o futuro eu construo agora e a prioridade sou eu.

Sempre quando paro pra pensar, nunca jogo a culpa das minhas decisões nas outras pessoas. Até hoje tomei decisões tendo como prioridade aquilo que é melhor pra mim. E vai continuar sendo assim. Eu não vou perder tempo em conversas que vão esclarecer o que pra mim já é claro. Não vou tentar ser algo para agradar alguém. É engraçado e rude falar, mas eu não vou superar as suas expectativas... não sou aquilo que você quer. Sou aquilo que preciso ser. Cabe à mim decidir o que ser e quando ser. E isso basta. 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.